Prova Quádrupla

Valores Éticos

Os rotarianos aplicam em todas as suas atividades a Prova Quádrupla, a qual reflete seus padrões de ética. Espera-se que os sócios atuem eticamente em suas profissões e relacionamentos pessoais

A prova quádrupla

A Prova Quádrupla do que nós pensamos, dizemos ou fazemos.

1. É a VERDADE?
2. É JUSTO para todos os interessados?
3. Criará BOA VONTADE e MELHORES AMIZADES?
4. Será BENÉFICO para todos os interessados?

Durante muitas décadas, Rotary Clubs e rotarianos em todo o mundo têm usado a Prova Quádrupla, como instrumento para desenvolver o respeito e compreensão entre os povos.

Como se emprega a Prova é indicado pelo rotariano de Chicago que a idealizou.

Sugere ele que, primeiro, se decore o texto e, depois, se adquira o hábito de confrontar pensamentos, palavras e atos com as perguntas formuladas.

É um guia para se agir direito. Se guardada de memória e aplicada no tratamento com terceiros, contribuirá definitivamente para mais efetivas e amistosas relações.

A experiência de muitos tem mostrado que se deve consultar sistematicamente a Prova Quádrupla para avaliar a retidão de pensamentos, palavras e atos, logrando-se maior felicidade e êxito.

História da Prova Quádrupa

Sua história começa em 1932, quando os Estados Unidos era assolado por grave crise. O trabalho era escasso e o governo via-se na contingência de sub- vencionar milhões de cidadãos.


Uma empresa - Club Aluminium Products Company - achava-se às portas da falência e provável encerramento de suas atividades. Numa última tentativa para evitar o desmoronamento, após algumas considerações e exames do difícil momento, convidaram para administrá-la um jovem de negócios, Herbert J. Taylor, que ocupava posição importante numa companhia de alimentos. 


Taylor, aceitando o desafio, achou, de início, que apenas algo superior com respeito às normas e práticas da empresa poderia evitar a falência e permitir a sua sobrevivência. Isso, naturalmente, porque o passivo era bastante grande, não havendo possibilidade de ser equilibrado, mesmo com pequenos empréstimos bancários ainda possíveis. Os concorrentes, por sua vez, tinham excelentes e melhores produtos, largamente anunciados, e desfrutavam uma cômoda situação econômica, o que agravava, sobremodo, a precariedade existente. 


Verificando a necessidade de encontrar uma solução satisfatória, Taylor pensou em alguma coisa com que os concorrentes não contassem. Enfrentando inúmeros obstáculos e desvantagens, empenhou-se em criar algo diferente, que pudesse substituir o código de ética adotado até então, e que não correspondia, devidamente, às reais necessidades, sendo, portanto, impraticável. 


Observando que o texto a ser redigido não deveria apontar aos empregados o que fazer, julgou que seria mais objetivo formular-lhes perguntas para que raciocinassem e, eles próprios, deduzissem se estavam certos ou errados em seus métodos de trabalho. Foi assim que Taylor redigiu as interrogações que compõem a Prova Quádrupla.


Decorridos dois meses de experiências com a aplicação das novas regras, estava ele certo do seu valor e resolveu colocá-las em prática com os seus funcionários. 


A Prova Quádrupla foi decorada e passou a ser aplicada por todos na empresa. Seus preceitos passaram a ser observados nos anúncios, nas relações com os concorrentes e nas vendas. A companhia conseguiu aumentar suas vendas, tornou-se sólida e conquistou o respeito e a consideração da concorrência e dos clientes. 


Em 1944, Taylor assumiu a primeira vice-presidência do Rotary International e, naquela ocasião, em nome da Aluminium, entregou os direitos autorais da Prova Quádrupla ao RI. Em 1946, o texto foi registrado para fins de direitos reservados e toda a reprodução tem que ser seguida da referência "Direitos Reservados, 1946 - Rotary International e autorizada em formulário especial da entidade.